Skip to content

Reporte de Sessão: Minha 1ª Mesa de Dungeon World RPG

setembro 8, 2014

dw

Saudações RPGistas! Domingo, feriado de 07 de setembro de 2014, depois de (quase) dois anos sem jogar NADA de RPG por falta de tempo para reunir o grupo, finalmente voltamos a jogar! Aproveitando, resolvi mestrar minha primeira sessão de Dungeon World.

Criar PJs em DW é muito fácil e rápido: escolha uma classe e uma raça, defina seus seis atributos básicos, calcule PVs e armadura, crie vínculos com os outros personagens do grupo e saia jogando!
Feedback positivo: quem jogava D&D se adaptou rapidamente e quem nem conhecia o RPG ainda, aprendeu facilmente.
A mecânica do sistema é muito fácil, praticamente se resumindo a: role 2d6 e some o atributo básico associado ao tipo de ação que você deseja fazer. Se der (10+): sucesso sem problemas / (7~9): sucesso com alguma complicação / (6-): falha e marque XP!
_________________________________________________________
ELENCO DA AVENTURA:
– Humano Bárbaro 1 – “Das terras nórdicas para o mundo em busca de fama e glória!”

– Humana Paladina 1 – “Viaja o mundo mantendo a ordem de acordo com os ensinamentos de seu falecido pai.”

– Humana Ranger 1 – “A ex-caçadora-solitária, agora tem um grupo com o qual viaja para conhecer novas localidades de seu reino juntamente com seu lobo atroz.”

– Halfling Ladrão 1 – “Um halfling revoltado que planeja o “fim do mundo?!”; após ter seu antigo lar devastado por gigantes.”

– Elfo Druida 1 – “Ele ouviu os presságios da natureza sobre um mal que está crescendo nas florestas e montanhas.”

OBS: Esse ladino foi o que mais interpretou “roubando” em todas as mesas que eu vi! E seu “objetivo de vida” criou vínculos e conflitos com o grupo, resultando em mais interpretação geral.
_________________________________________________________
RESUMO DOS ACONTECIMENTOS DA SESSÃO:
Reino de Heryon. O rei Heracle está morto e a coroa está dividida entre seus dois filhos de mesma idade: Dave e Jarius. Viajar pelo reino está perigoso demais, criaturas espreitam além dos muros das cidades enquanto uma guerra iminente está prestes a explodir. O mundo está mudando, é possível sentir isso. Mas qual será a verdadeira fonte desse mal?
_________________________________________________________
– Os PJs formam um grupo de mercenários que aceitam trabalhos por dinheiro. Então, eles pegam a missão do Sr. Fahnir da cidade de Bryguard que é levar uma importante mensagem ao rei na capital Khalitz. Afinal, inimigos, conhecidos como “os vermelhos” foram vistos cruzando as fronteiras.
_________________________________________________________
– Eles seguem na tarde chuvosa rumo à taverna Fonte de Vida encontrar Gorn – o informante de Fahnir que carrega a importante mensagem para o rei. No caminho, um mendigo pede algumas moedas, a Ranger do grupo ajuda, o Ladrão volta e ROUBA AS MOEDAS gerando confusão.
Na taverna, eles são expulsos pelo dono (um anão) que não quer ladrões em seu estabelecimento.
Mas eles acabam descobrindo que Gorn era o próprio “mendigo”. Gorn  é um brutamontes, abre caminho para a cerveja livre e um pouco de papo na taverna expulsando o anão e até os seguranças.
_________________________________________________________
– Todos acabam na humilde casa de Gorn que os entrega a “mensagem”: um filhote de dragão vermelho! Acredita-se que com ele, o rei terá poder de intimidação para acabar com a guerra ou até mesmo evitá-la.
Guardas aparecem anunciando a prisão de Gorn pela confusão com o dono da taverna. Ele resiste e segura os guardas, é ferido, mas mostra a saída dos fundos para os PJs que fogem com o dragão numa corrente.
Eles atravessam uma passagem subterrânea saindo no norte da cidade, utilizam um dos venenos do sono do Ladrão fazendo o filhote dormir dentro de um barril e o carregam para fora da cidade rumo à capital.
_________________________________________________________
– No caminho, são surpreendidos por kobolds num pântano morto. Flechas cercam o acampamento dos PJs! Enquanto lidam com os pequenos, um enorme Troll cinzento aparece para a festa atropelando tudo em seu caminho.
O combate demora, mas o gigante é derrubado e queimado com trabalho em equipe.
O Ladrão cercou os inimigos, a Paladina curou os feridos, a Ranger subiu nas árvores e comandou seu lobo enquanto mirava suas flechas, o Druida atacou como uma coruja enquanto o Bárbaro atraía a atenção dos inimigos para si.
_________________________________________________________
– Atravessando o pântano, o grupo entra numa montanha. Viajando por horas… dias… em seu interior, eles chegam a uma grande caverna subterrânea onde são surpreendidos por estalagmites falsas – os terríveis Laçadores!
Tentáculos envolvem a Ranger, a Paladina, o Druida e o Bárbaro e eles são mastigados pelas criaturas. Mas no fim, conseguem atravessar.
Assim como fizeram com um santuário de pedra e gárgulas como falsas estátuas após um longo corredor com escrituras dracônicas que nenhum PJ foi capaz de decifrar.
_________________________________________________________
– Guiados pela luz da tocha da Ranger e o sentido de direção da Paladina, o grupo descobre o covil dos kobolds. Chuva de flechas e o Bárbaro acabou conhecendo a Morte, mas a enganou e se manteve estável.
O Ladino liberou a ponte para o outro lado do caminho enquanto eles derrotaram o líder inimigo e roubaram sua coroa dourada de esmeraldas com ornamento de dragão verde.
Usando-a é possível ouvir um chamado da floresta, de um dragão possivelmente.
Mais algum tempo de caminhada desbravando a escuridão, escadarias e finalmente a saída é alcançada!
_________________________________________________________
Khalitz à vista! A capital foi alcançada e os guardas informam os PJs sobre a situação que não é nada boa: há um bairro em quarentena, uma praga tomou a cidade e pessoas estão morrendo. Jarius está numa viagem de negócios e príncipe Dave está no comando enquanto dá ordens para os guardas sacrificarem todos os doentes. Khalitz se encontra em um momento muito frágil e a mensagem precisa ser entregue rapidamente.
Já dentro, o grupo passa pela entrada onde pessoas doentes que perderam as famílias pedem ajuda, largadas nas ruas… Passam pelo mercado e descansam numa estalagem.
Eles percebem que estão sendo seguidos desde que entraram no local por homens com mantos negros.
_________________________________________________________
– Os PJs conseguem uma audiência com o príncipe no dia seguinte. Dave é anunciado, surge e os apressa. O grupo mostra o dragão e explica tudo. O príncipe fica encantado, oferece mansões e muito ouro. Nisso, um guarda começa a tossir e é levado para fora, a preocupação com a praga é grande. Aproveitando a situação, alguns guardas se rebelam matando os outros e um deles se revela: um homem careca com mantos negros; ele agarra o príncipe e coloca uma adaga em seu pescoço exigindo a troca da vida dele pelo dragão e a coroa em posse dos PJs.
A Ranger ameaça matar o dragão. Pressionado, o inimigo corta a garganta do príncipe e foge. A Ranger faz o mesmo com o dragão.
O chanceler aparece com muitos guardas cercando-os por todos os lados e anuncia a prisão até que príncipe Jarius retorne para assumir o trono. O druida rapidamente se transforma num pássaro e voa…

Khalitz

Khalitz – A Capital de Heryon

As coisas não saíram como todos esperavam. A entrega da mensagem falhou, porém Khalitz agora tem um novo rei.
Qual será o verdadeiro mal que parece estar renascendo? Quem são os homens de mantos negros?
Porque os monstros estão vindo para as cidades? E qual a fonte dessa terrível praga?
_________________________________________________________
CONSIDERAÇÕES FINAIS:
Eu gostei bastante do sistema e acredito que os jogadores também, tirando algumas comparações ainda com D&D.
É um sistema fácil que não exige muita preparação, não demora na criação dos personagens e rende boas idéias para adaptação e improvisação com os vínculos entre os personagens e o sistema de movimentos que geram gatilhos e criam as “bolas de neve” que se desenrolam na história e interpretação.
O Ladrão criou certa intriga no grupo, mas isso não foi tão ruim pois gerou ainda mais oportunidades de interpretação mostrando as diferenças entre os personagens.
_________________________________________________________
PRÓXIMA SESSÃO?:
Não sei SE, muito menos quando, poderá ocorrer uma próxima sessão. Afinal é muito difícil reunir toda a galera tendo um tempo livre. Mas não é impossível! Essa rendeu bons ganchos para possíveis próximas histórias, quem sabe uma campanha inteira?
_________________________________________________________

Anúncios
3 Comentários leave one →
  1. dezembro 7, 2014 1:50 am

    Cara é bem legal você inserir umas fotos da sessão nos reportes.
    É só uma opinião de leitor, acho muito legal quando você fotografa seus livros e coisa do tipo.

    • Edu Trevisan permalink*
      dezembro 7, 2014 9:49 pm

      Valeu Victor! Eu tb curto ver fotos das mesas! Porém DW não utiliza tabuleiro com minis, então iria ficar meio sem graça… 😛

  2. janeiro 4, 2017 10:57 am

    Dungeon World é um prato cheio pra interpretação!

Deixe o seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: