Skip to content

Conto – 2# “A Cidadela Drow” [Bam Darkness]

abril 14, 2012
tags:

Saudações pessoal! Continuando com o segundo conto da série de fantasia do meu personagem algoz.
Confiram e comentem!

Underdark

Conto – 1# “O Subterrâneo” [Bam Darkness]

O guerreiro havia conquistado o respeito do elfo negro através de suas habilidades em combate e com isso conseguiu passagem na casa do inimigo.

Pouco antes de adentrarem aos portões de ferro negro da enorme cidadela subterrânea, o guia parou:

– “Desculpe-me senhor, mas preciso fazer isto se quiser entrar aqui em segurança…” – disse o drow segurando os braços do guerreiro e prendendo os punhos com amarras de metal.

– “Agora você é meu escravo! – completou.

Seguindo pelas ruas em penumbra, o guerreiro observa a estranha cultura drow enquanto segue para o norte junto com escravos de outras raças.

Prédios ligados por enormes teias exibindo janelas de cor púrpura, aracnídeos passeando pelo chão de pedra, estranhas criaturas acorrentadas guardando as passagens e olhos escarlates brilhando na escuridão compõem o cenário a volta.

De repente, um som de combate ecoa vindo da passarela ao leste da cidade, toda a atenção dos guardas é atraída para lá e nesse momento vários escravos aproveitam para se rebelarem contra seus vigias!

– “Rápido! Por aqui!” – diz o guia elfo negro acelerando seu novo escravo.

O guerreiro então o derruba com um golpe de suas amarras e segue correndo com a espada nas costas para o norte em direção a um grande templo.

Ofegante, o guerreiro usa sua força para se livrar, já pegando sua espada com as duas mãos e entrando em combate com dois soldados drows que vinham para ajudar na segurança da área. Os inimigos agem em conjunto, cada um por um lado tentando pegar o fugitivo desprevinido; mas a experiência vence, quando o guerreiro acerta um deles no calcanhar e já se vira completando o golpe no ombro do segundo!

Já os vendo incapacitados, o guerreiro lhes aplica um golpe de misericórdia nas costas.

Fogo e caos já vão tomando conta da cidadela quando o templo é alcançado.

Uma grande construção de pedra com uma entrada circular e símbolos de aranhas nas paredes.

O guerreiro adentra o local que diferentemente dos outros, está em total silêncio.

Tenso, ele caminha a passos curtos, preocupando-se com a surpresa do desconhecido.

Mais ao fundo, candelabros e tecidos finos enfeitam o sinistro interior.

Agora, gritos de dor já podem ser ouvidos; parecem pessoas sendo torturadas.

Deitada confortavelmente em almofadas com detalhes dourados num adorno em forma de aranha, uma drow observa o humano se aproximar; sorrindo, ela quebra o silêncio:

“Olá visitante! Perdido por aqui?” – e termina numa baixa risada.

“Leve-me até sua rainha! – ele responde em um tom alto de voz.

Durante a conversa, mais sentinelas surgem e assumem posição para defender a drow.

– “E quais seriam os seus assuntos com ela?”

– “Isso se deve respeito somente a ela.”

– “Infelizmente, o encontro com nossa rainha não será possível, meu caro. Por algum motivo sua voz caiu no esquecimento.

Irritando-se com sua própria frase ao lembrar de algo que não lhe agrada, a drow diz com um tom forte:

– “Se mais perguntas, matem-no! – apontando para o humano.

Nisso, quatro dos guardas retiram suas armas: sabres e bestas e as apontam indo em direção ao oponente.

No mesmo instante, a parede do lado leste do local explode levantando blocos de pedra e poeira! E o salão é invadido por gritos e projéteis cruzando o ar!

São drows e estão atacando os de sua própria raça, parece uma guerra entre casas.

Aproveitando o momento, o guerreiro foge do local e também da cidade que está sendo atacada, cobrindo-se com um manto escuro para se disfarçar entre as dezenas de drows que por ali passavam.

De volta aos túneis cavernosos, ele seguia quebrando a cabeça para vencer os labirintos iluminados apenas pelos fungos enquanto repetia a frase para si mesmo:

– “Por algum motivo sua voz caiu no esquecimento.”

Continua…

_______________________________________________________________________

Mais Epic Kingdom:
Twitter@epickingdomrpg
Facebookid=100001429868718

Anúncios
4 Comentários leave one →
  1. Patesi permalink
    abril 15, 2012 11:40 pm

    Que é isso, cara?! Muito Bom!

Trackbacks

  1. Conto – 3# “O Labirinto do Observador” [Bam Darkness] « Epic Kingdom RPG – Dungeons & Dragons
  2. Conto – 4# “O Abismo” [Bam Darkness] « Epic Kingdom RPG – Dungeons & Dragons

Deixe o seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: