Skip to content

Crise no RPG

julho 1, 2010
tags:

Crises no RPGPoucos podem dizer que jogaram uma campanha inteira do 1º nível ao 20º nível e muitos podem perguntar: “Quem nunca passou por uma crise no RPG?”.
Sim, eu posso dizer que já enfrentei uma dessas por um ano e meio sem nada de RPG.
Há muito tempo, saudades de rolar os dados…

Mas por que essas crises acontecem?
O RPG é considerado como um jogo, um hobby (eu considero mais do que isso) e muitas vezes é levado em 2º lugar (ou 3º, 4º…).
Com o tempo as pessoas crescem (“e quem disse que RPG é coisa de criança?”), aumentam as responsabilidades e compromissos (trabalho, estudos, cursos, relacionamentos…), as pessoas vão perdendo o interesse ou até querem muito jogar, mas são forçadas por outras prioridades e com tudo isso, grandes campanhas são destruídas, o grupo se separa, os amigos jogadores mudam-se de cidade e cada vez você tem menos tempo para as coisas…
Bons tempos, as tardes onde ninguém fazia nada, a galeria se reunia e jogava RPG o dia inteiro…

Mas afinal, o que se pode fazer para evitar as crises?
Esta é uma tarefa difícil e mesmo que todos se esforcem, existem forças maiores e nem sempre é possível evitá-las. Mas não custa tentar:

– Se o jogo fichar chato, enjoativo, mude o tema das aventuras, troque de campanha ou até experimente novos sistemas.

– Chame novos jogadores para a mesa de jogo, mostre e ensine o RPG para seus amigos.

– Troque de mestre, reveze, isto pode inovar, mudar o clima das sessões e o estilo de jogo.

– Se nada mais der certo, recomece, uma nova campanha. Jogadores, criem personagens diferentes, experimentem novas classes.
Diminua o tempo das sessões, é melhor jogar menos vezes do que não jogar nunca.

Este é um trabalho em conjunto de mestres e jogadores. Vamos manter o espírito do RPG!

Anúncios
4 Comentários leave one →
  1. julho 1, 2010 8:26 pm

    Crises vêm e crises vão, todo mundo passa por algumas de vez em quanto. O importante é você fazer o que deve fazer. O RPG é uma diversão, um complemento, não é a prioridade em nada. Não podemos deixar que ele atrapalhe nossa vida, nossos estudos, nosso trabalho.

    Porém, sempre há um tempinho para descansar, conversar, ficar sem fazer nada. Se existe esse tempinho, também existe um tempinho pra uma narrativa rápida, um joguinho descontraído de vez em quando, hehe…

    Sempre tenho menos tempo, mas quase toda semana tem pelo menos um jogo.

    A postagem ficou bacana.

  2. julho 1, 2010 10:23 pm

    É verdade… a crise é quase inevitável…

    Uma das máximas de um amigo é: “Quando se é jovem queremos ter todos os livros e suplementos para podermos jogar no máximo de nossas possibilidades, mas somos jovens e desprovidos de renda, sobrando apenas tempo e criatividade. Quando crescemos temos o dinheiro suficiente para comprar (E COMPRAMOS) todos os livros que tanto sonhamos, mas nos falta tempo (e para nossos amigos também) e sobra a mesma criatividade.”

  3. Edu "Trevi" permalink*
    julho 2, 2010 3:21 pm

    Obrigado pelos comentários! 🙂

    @Mr Red: Vlw cara. Feliz aniversário (pra nóis) 😆

    @ João: Concordo cara, mesmo sem jogar, sem tempo, eu continuo comprando livros e sempre continuarei. É o que eu gosto, faz parte da minha vida. RPG 4ever!

  4. julho 3, 2010 11:08 pm

    \o
    o/
    ~o~

    Feliz Aniversário pra nóis…

Deixe o seu comentário!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: